Abecedário

Universidades, escolas e rankings

 -

Produzido pela repórter Sabine Righetti, blog esmiúça dados do RUF (Ranking Universitário Folha) e de outras avaliações de educação, além de abordar o que acontece nas salas de aula do ensino infantil à universidade.

Perfil completo

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Dez dicas para participar da rotina escolar do seu filho

Por Sabine Righetti

Os especialistas em educação falam cada vez mais sobre a importância da participação dos pais na rotina escolar dos filhos.

O problema é que muitos pais simplesmente não sabem como participar.

Então vamos falar sobre isso!

Recebi da Secretaria de Educação do Estado de São Paulo uma espécie de cartilha com dez dicas para mamães e papais que querem acompanhar a educação escolar dos filhos, mas ficam meio perdidos.

É bem bacana.

Trago abaixo uma síntese das dez dicas, com alguns comentários meus:

1. Mantenha um canal de comunicação com a escola, buscando se informar sobre as tarefas de casa, a periodicidade das reuniões com pais e do boletim escolar

2. Troque ideias sobre o seu filho sobre a tarefas, mas não a corrija e dê a resposta certa. Isso é função do professor

3. Ele errou na tarefa? Incentive-o a tentar de novo!

4. Não é o fim do mundo não saber responder as dúvidas do seu filho. Assuma que não sabe e peça que ele procure o educador

5. Não faça a tarefa pelos seus filhos

6. Estabeleça um período fixo para que seu filho faça as lições (de manhã ou à tarde) e tente manter a casa tranquila nesses horários

7. Tente estar presente pelo menos em parte das lições de casa

8. Separe um cantinho da casa para o seu filho estudar

9. Se o livro ainda é o principal material didático do seu filho, concentre-se nele (aqui eu complemento: tablets e computadores podem ajudar, por exemplo, em pesquisas, desde que feitas em sites de confiabilidade e sem que o estudante se disperse na internet!)

10. Encoraje seu filho a melhorar, mas evite comparações entre crianças

E você? Tem dicas adicionais sobre como incentivar seu filho a estudar? Comente!

 

Blogs da Folha