Enem: por que uma prova tão importante só acontece anualmente?

Por Sabine Righetti

Dizem que a criação do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) foi fortemente inspirada por uma prova nacional dos EUA chamada SAT, cujas notas são usadas pelos estudantes no processo seletivo de boa parte das universidades daquele país. Ótimo, a ideia é boa, mas faltou “importar” um detalhe: a possibilidade de os alunos fazerem a prova mais de uma vez por ano.

Nos EUA, o SAT é oferecido até seis vezes por ano e são os alunos que escolhem quais áreas do conhecimento serão testadas em cada exame –o limite é de até três disciplinas por dia de prova. Isso significa que o estudante pode optar por física, química e história dos EUA em um dia de exame, por exemplo, se essas disciplinas forem importantes para a carreira que pretende seguir.

Já no Brasil, o Enem é realizado apenas uma vez por ano em outubro (exceto em anos de eleição, quando acontece em novembro) e as disciplinas são iguais para todos os estudantes. São testadas as chamadas “habilidades” dos candidatos em quatro grandes áreas: linguagens e códigos, ciências humanas, ciências da natureza e matemática. A prova é assim: rígida e engessada.

Confira quais são as melhores escolas do país no Enem

RUF 2015: veja as avaliações e escolha sua universidade

A nota do Enem vale para o ingresso na universidade e, mais do que isso, vai ser usada também para pedido de bolsa de intercâmbio e de financiamento estudantil. Agora, só poderá entrar com um pedido de financiamento de estudos no Fies quem tiver nota mínima de 450 pontos no Enem e não tiver zerado na redação do exame. Para se ter uma ideia, um estudante de escola pública brasileira tira, em média, 450 pontos no exame.

Desenhado dessa maneira, e ganhando cada vez mais importância, o Enem está virando um pesadelo na vida dos estudantes brasileiros. É como se a gente colocasse todos os nossos jovens em uma mesma panela de pressão nos mesmos dias (o exame dura um final de semana inteiro). E ai de quem tiver uma dor de barriga bem na data da prova. A próxima chance será só no ano que vem…

Por que essa rigidez do Enem é um problema?

De acordo com especialistas de educação, o desempenho de um estudante medido por um exame anual feito em um único final de semana pode sofrer influências externas importantes. Uma gripe, uma briga com a namorada, uma insônia na noite anterior ou um ônibus perdido podem ser fatais.

Sabendo disso, muitos estudantes acabam aumentando a ansiedade ao extremo na hora da prova–o que também atrapalha o resultado. E me digam: esse é um jeito bacana e eficiente de medir quem sabe mais ou menos?

MILHÕES DE CANDIDATOS

Nesse ano, o Enem será nos dias 24 e 25 de outubro (próximo final de semana!) Mais de oito milhões de estudantes fizeram inscrição para a prova –considerada a maior do mundo em número de aplicantes. O exame acontece simultaneamente no país inteiro, o que exige uma logística imensa para aplicação e correção das questões.

Já o SAT, o exame norte-americano “pai” do Enem, pode ser feito mensalmente de outubro a janeiro, em maio e em junho. As principais áreas do conhecimento têm provas seis meses por ano; disciplinas mais específicas, como história geral e línguas (como hebreu, alemão e coreano), são testadas de uma a duas vezes por ano.

Os estudantes também podem escolher onde farão as provas. Fiz uma experiência no site do SAT e descobri que se ainda morasse em Ann Arbor, Michigan, eu poderia fazer o exame no próximo dia 7 de novembro. Vi também que nessa data há uma gama enorme de disciplinas que eu poderia escolher para compor meu teste –incluindo exame de chinês, caso fosse necessário. Parece mais honesto, não?

E SE VOCÊ VAI FAZER A PROVA…

Enquanto o governo não fala em desmembrar o Enem em várias etapas ao longo do ano, quem vai fazer o exame agora precisa se planejar com calma para aproveitar o exame. Algumas estratégias podem ser infalíveis:

# antes do exame, faça o percurso até o local da prova para estudar meios de transporte e tempo do percurso
# confira e reconfira se está com os documentos necessários para o exame
# chegue antes ao local de prova! Os portões são abertos às 12h e fechados às 13h. Evite correria e desgaste
# tenha água e algo para comer durante a prova. O exame dura até 5h30 (no domingo, dia que inclui redação)

Boa prova!