Quem tem iPhone agora pode usar app da Folha que ‘adianta’ nota no Enem

Por Sabine Righetti

Boa notícia para quem tem iPhone: o aplicativo Quero minha nota!, que calcula uma prévia da nota de quem fez Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), agora também pode ser baixado no sistema operacional iOS.

O app, lançada pela Folha em parceria com a empresa TunEduc, confere o gabarito do Enem e entrega aos usuários uma estimativa bastante precisa da sua nota no exame. Desde outubro, o app já estava disponível para quem tem sistema operacional Android.

iOS: baixe o app ‘Quero minha nota!’

Android: baixe o app ‘Quero minha nota!’

Versão web do ‘Quero minha nota!’

O cálculo das notas é feito com base nas informações sobre as respostas no Enem da amostra de usuários. O Quero minha nota! usa mesma tecnologia do MEC para fazer os cálculos –a chamada TRI. É um sistema que atribui pesos diferentes para as questões, dependendo do grau de dificuldade delas.

Com uma prévia da nota do Enem em mãos, o estudante consegue estimar em quais cursos e universidades conseguiria entrar nesse ano, considerando as notas de corte do ano passado. O MEC deve divulgar as notas oficiais de quem fez o exame somente em janeiro de 2016.

Quase cem mil estudantes já baixaram o app e inseriram suas respostas no Enem. Quanto mais usuários inserirem suas respostas no Enem no sistema, mais preciso será o cálculo da nota de cada aluno.

X

A prova do Enem foi realizada nacionalmente nos dias 24 e 25 de outubro. Trata-se do maior exame do mundo em número de aplicantes –neste ano, foram mais de oito milhões de estudantes inscritos.

As notas do exame são usadas como processo seletivo das universidades federais e como parte da nota no vestibular de algumas escolas estaduais e particulares. A nota no Enem também é usada para obtenção de financiamento estudantil –nesse caso, é preciso ter um mínimo de 450 pontos na prova e não ter zerado na redação.