App da Folha que ‘adianta’ nota no Enem passa de cem mil usuários

Por Sabine Righetti

Mais de cem mil estudantes já baixaram o aplicativo Quero minha nota!, que fornece uma estimativa bastante precisa da nota dos usuários no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).

Lançado pela Folha, em parceria com a empresa TunEduc, o aplicativo usa a mesma tecnologia do MEC para calcular as notas dos usuários. O sistema se baseia nas informações sobre as respostas no Enem da amostra de estudantes que estão usando o app. Quanto mais gente baixar, mais precisa será a estimativa da nota!

iOS: baixe o app ‘Quero minha nota!’

Android: baixe o app ‘Quero minha nota!’

Versão web do ‘Quero minha nota!’

Com uma prévia da nota do Enem em mãos, o estudante consegue estimar em quais cursos e universidades conseguiria entrar nesse ano, considerando as notas de corte do ano passado. O MEC deve divulgar as notas oficiais de quem fez o exame somente em janeiro de 2016.

X

A prova do Enem foi realizada nacionalmente nos dias 24 e 25 de outubro. Neste ano, teve mais de oito milhões de estudantes inscritos no exame.

As notas do exame são usadas como processo seletivo das universidades federais e como parte da nota no vestibular de algumas escolas estaduais e particulares. A nota no Enem também é usada para obtenção de financiamento estudantil –nesse caso, é preciso ter um mínimo de 450 pontos na prova e não ter zerado na redação.

Neste ano, as notas do Enem serão usadas também para ingresso em 1.489 vagas da USP –melhor universidade do país. As outras 9.568 vagas da universidade terão o processo seletivo pela Fuvest, exame que aconteceu no último domingo (29).