Abecedário

Universidades, escolas e rankings

 -

Produzido pela repórter Sabine Righetti, blog esmiúça dados do RUF (Ranking Universitário Folha) e de outras avaliações de educação, além de abordar o que acontece nas salas de aula do ensino infantil à universidade.

Perfil completo

Publicidade
Publicidade

O mundo será melhor quando os meninos brincarem de boneca

Por Sabine Righetti

Outro dia participei de um debate sobre direitos da criança e do adolescente que acabou chegando à questão dos brinquedos.

Sim, brinquedos. Estávamos em uma escola pública de uma cidade pequena (12 mil habitantes) do Rio Grande do Norte. A criançada queria saber de onde vem a determinação de que meninas brincam de bonecas e meninos brincam de carrinho.

De onde vem isso?

Quem decide que as meninas são rosa e os meninos são azul é a sociedade.

Da mesma forma, as pessoas determinam que meninas brinquem de boneca e fogãozinho enquanto meninos brinquem de guerra e carrinho.

Tem de ser assim? Não. Eu, menina, nunca tive fogõezinhos porque não me interessava por culinária. Mas adoro carros.

O mesmo vale para os meninos.

MENINOS E BONECAS

Na discussão na escola potiguar, o advogado e ativista Gustavo Barbosa fez uma pergunta interessante:  qual é o problema de um menino brincar com uma boneca? “O risco é que ele se tornará um bom pai?”

Pois é.

Meninos e meninas têm o direito de brincar, de escolher seus brinquedos e de decidir para quais áreas têm aptidão.

Quando a criança brinca, ela ativa o cérebro por meio da imaginação, da capacidade de concentração e da escolha de alternativas. Isso é super importante para o seu desenvolvimento (leia aqui).

Então vamos deixar as crianças brincarem com liberdade.

O mundo será melhor quando os meninos e meninas não forem recriminados pela escolha dos seus brinquedos. Quando puderem desenvolver suas aptidões sem ser talhados por preconceitos.

E quando as meninas puderem brincar de carrinho e os meninos, de boneca.

 

Obrigada, Plan, pelo convite para essa jornada incrível que fizemos no universo educacional do Nordeste!

Blogs da Folha